Connect with us

Cinema

“The Chosen”: acontecimentos na carreira de Dallas Jenkins foram motivadores para a criação da série

Publicado

em

Com 100% de aprovação no Rotten Tomatoes, a série “The Chosen” tem se mostrado um sucesso de público e de crítica. Criada por Dallan Jenkins, a série mostra a vida de Jesus pela ótica dos seus seguidores. Com duas temporadas que podem ser assistidas pelo aplicativo oficial (e gratuito) do projeto, a terceira temporada deve chegar ainda este ano.

Filho do escritor Jerry B. Jenkins, autor da série de livros “Deixados Para Trás”, Dallas tem alguns sucessos em sua filmografia, como os longas “Um Brilho na Escuridão (2006)”, estrelado por Stephen Baldwin, que vem a ser irmão do também ator Alec Baldwin, e “E Se… Você Tivesse uma Segunda Chance (2010)”, protagonizado por Kevin Sorbo, que deu vida ao herói Hércules na série homônima que fez sucesso nos anos 90. Entretanto, foi um fracasso na carreira que fez o produtor apostar em uma série para TV.

Com a carreira em ascensão, Dallas despertou o interesse de Hollywood em produzir filmes cristãos depois que um curta-metragem que ele fez para a sua igreja em Chicago, nos Estados Unidos, foi parar nas mãos de um grande produtor da indústria cinematográfica. Sendo assim, o diretor conseguiu o apoio da Universal, Blum House, Walden Media e WWE Studios para investir no projeto que foi lançado em 2017.

Estrelado por Brett Dalton, conhecido pelas séries Agents da S.H.I.E.L.D. e Chicago Fire, o longa “A Ressurreição de Gavin Stone”, que conta a história de um ex-astro infantil que é forçado a fazer serviço comunitário em uma igreja local e finge ser cristão para conseguir o papel de Jesus em uma peça, acabou se revelando um completo fracasso. As empresas que apostaram no sucesso no longa imediatamente desfizeram a parceria, que pretendia lançar cinco filmes ao longo de dez anos.

Publicidade

– Em duas horas, eu deixei de ser um diretor com um futuro muito brilhante, que tinha finalmente alcançado sucesso em Hollywood, para ser um diretor sem futuro – declarou Jenkins em um vídeo do canal do “The Chosen” no YouTube.

PROJETO DE NATAL

Apesar do ocorrido, Jenkis resolveu se dedicar a outro projeto que foi um curta-metragem para o culto de véspera de Natal de sua igreja. O filme mostraria o nascimento de Cristo sob a perspectiva dos pastores que receberam a notícia de que o Filho de Deus havia nascido. 

O projeto intitulado “The Shepherd (O Pastor)” acabou caindo nas mãos do serviço de streaming VidAngel, que resolveu investir em uma ideia de Dallas: contar a vida de Jesus através de uma série.

FINANCIAMENTO COLETIVO

Publicidade

A empresa decidiu levantar o dinheiro para a série através de um crowdfunding, mais conhecido como financiamento coletivo. Como forma de estratégia, Dallas postou o curta “The Shepherd” no Facebook e no YouTube para arrecadar dinheiro e o vídeo alcançou mais de 10 milhões de visualizações. 

Dessa forma, mais de 19 mil pessoas ao redor do mundo investiram no projeto e arrecadaram mais de 10 milhões de dólares para a produção da 1ª temporada, que estreou em 2019.

Dois anos depois, o público pôde acompanhar a sequência da saga do Homem de Nazaré atráves do financiamento coletivo que obteve 10 milhões de dólares doados por 125.346 pessoas. E agora, todos aguardam pela terceira temporada que deve chegar antes do Natal de 2022.

APLICATIVO “THE CHOSEN” EM PORTUGUÊS

 

Publicidade

Com ares de superprodução, “The Chosen” pode ser vista por meio de um aplicativo disponível gratuitamente para aparelhos Android e iOS e que aparece na lista dos 50 melhores aplicativos de entretenimento. No app é possível maratonar as duas temporadas, com nove episódios cada. 

A Angel Studios (produtora da série), em parceria com a 360 WayUp, traz para o Brasil uma campanha de divulgação massiva para que mais pessoas tenham acesso aos episódios. A primeira ação da campanha foi traduzir o app para o português.

Para instalar o aplicativo em seu smartphone, é só seguir os seguintes passos:

1 Acesse a loja virtual do seu aparelho (Google Play para Android ou Apple Store para iOS) ou pelo site http://osescolhidos.tv/;  

2 Procurar pelo aplicativo “The Chosen” e iniciar a instalação;

Publicidade

3 Uma vez instalado, clique no ícone para abrir;

4 Será preciso criar uma conta para acessar o aplicativo e ela pode ser feita por e-mail ou logando com seu perfil do Facebook ou do Google;

5 Uma vez feito isso, é só aproveitar e maratonar a série.

Publicidade

Cinema

Assista ao trailer de “Código do Armagedom”, que une ação e aventura com as profecias do Apocalipse

Publicado

em

Com direção da Savd Filmes, longa chega aos cinemas no segundo semestre do ano

Uma viagem ao exterior muda a história de três irmãos, que se deparam com um antigo tesouro do avô que os levará à maior aventura de suas vidas na descoberta da existência de uma antiga ordem mundial que pretende interferir nos acontecimentos do fim dos tempos.

Essa é sinopse de “Código do Armagedom”, primeira produção nacional para os cinemas que mistura ação, aventura e os mistérios em volta das profecias descritas no livro do Apocalipse. Com roteiro, direção e produção de Daniel Friesen, da Savd Filmes, o longa tem previsão de lançamento nos cinemas no segundo semestre deste ano, com distribuição da 360 WayUp.

O trailer do filme está disponível no YouTube e, pelas imagens divulgadas, o projeto tem tudo para agradar cinéfilos de todas as idades.

Publicidade

– A ideia surgiu de uma inspiração de uma leitura em Apocalipse 12, onde diz que a cobra se transformou num dragão e minha mente ficou totalmente fértil e pensei como essa metamorfose acontece. Marine e eu somos os autores desse roteiro e começamos a desenvolver a ideia com a ajuda do meu tio João Friesen em um trabalho bem demorado. Levamos de 2 a 4 anos até esse roteiro ser concluído e lapidado – explica Daniel.

O elenco conta o casal Daniel e Marine Friesen, os cantores Bruna Karla e Sandro Alcântara, DJ Naudão, o ex-jogador tetracampeão Jorginho e os atores Felipe Folgosi, Antonio Birman, Arnobio Oliveira e Luiz Carlos Gonsalvez.

O longa tem imagens filmadas no Rio de Janeiro e no Paraná e, também, no exterior, como as cidades de Cairo e Saqqara, no Egito, e na Alemanha. Além disso, a produção está repleta de efeitos especiais, com direito a perseguições a cavalo e explosões, sem fazer uso de Chroma Key.

– A pesquisa foi bastante abrangente porque todos os fatos citados durante o filme são verídicos. Quis manter a autenticidade das informações e trazer essa pegada de caça do tesouro, aventura, romance e sair um pouco do padrão de filmes cristãos. Mas mantendo a mensagem principal do Evangelho e acredito que a gente conseguiu fazer isso com grande êxito. A expectativa está alta demais – comemora o diretor, que vai mostrar uma jornada cheia de aventuras, segredos e descobertas de artefatos escondidos ao redor do mundo.

Assista ao trailer de “Código do Armagedom” no YouTube:

Publicidade

https://www.youtube.com/watch?v=lquCm4AiyWA

CONHEÇA MAIS DO TRABALHO DE DANIEL FRIESEN

Diretor de várias produções artísticas e de audiovisual/musical filmadas no Brasil, na Áustria e na Alemanha, Daniel Friesen dirigiu seu primeiro longa-metragem aos 12 anos de idade. Nascido em lar cristão, ele fez vários cursos na área de audiovisual, inclusive na renomada SAE Institute, em Munique, na Alemanha, e nas escolas de cinema de Nova York.

– Eu acredito que a pessoa que só fez técnica sem criatividade vira uma coisa superficial. Deus me deu um dom a mais e gosto muito daquilo que faço, mas não paro de aprender e estudar. 

Defensor da arte como forma de evangelizar e anunciar o Evangelho de Cristo, Daniel se inspira na carreira do diretor Christopher Nolan, responsável por longas como a trilogia “Batman” e “A Origem”, e dos irmãos Kendrick, grandes expoentes do cinema cristão e que produziram obras, como “Mostra-me o Pai” e “Quarto de Guerra”.

Publicidade

– Acredito que as artes são um canal de mensagem muito forte e o audiovisual é a moeda da vez. Acredito que precisamos ter conteúdo mais diversificado e precisamos alcançar mais faixa etárias sem algo óbvio e padrão. Os Kendrick são os primeiros que conseguiram sair da caixa mesmo com histórias bem redondinhas. Existem espaços para outros gêneros dentro do cinema cristão e só quem trabalha nesse meio pode fazer avançar no entretenimento. Existem tantas possibilidades, tanto espaço para tanta gente. Com “Código do Armagedom” nós queremos fazer um marco com a produção cristã num longa-metragem.

Bastante entusiasmado com o mercado do cinema cristão no Brasil, Daniel Friesen já tem outros cinco roteiros prontos para ganharem vida nas telas. Em agosto, ele inicia as gravações do filme pós-apocalíptico “Até Que o Fim nos Separe”, que será lançado diretamente no streaming.

Gospel Channel com 360 WayUp

 

Publicidade
Continue lendo

Cinema

Disney restaura beijo entre pessoas do mesmo sexo em filme infantil após repercussão negativa

Publicado

em

Uma primeira olhada em ” Lightyear ” da Disney e da Pixar na quarta-feira confirmou que um beijo entre pessoas do mesmo sexo foi restaurado após recente controvérsia.

O beijo ocorreu nos primeiros 30 minutos do filme, que foi exibido para o público na quarta-feira no CinemaCon, segundo o USAToday.

O beijo teria sido removido e depois restabelecido após uma reação negativa da Disney sobre o projeto de lei “Don’t Say Gay” da Flórida . O projeto de lei proíbe a instrução sobre orientação sexual e identidade de gênero no jardim de infância até a terceira série.

O momento ocorre entre a personagem Alisha Hawthorne ( Uzo Aduba ) e sua parceira no filme de animação.

Publicidade

O personagem “Lightyear” não é o primeiro personagem orientado para LGBTQ em um filme da Pixar.

O personagem mais proeminente é um policial ciclope chamado Spectre, apresentado no filme de animação “Onward”. Em um ponto do filme, o personagem diz: “Não é fácil ser um novo pai – a filha da minha namorada me fez arrancar o cabelo, ok?”

A restauração do beijo entre pessoas do mesmo sexo ocorre depois que funcionários da Pixar acusaram a Disney de censurar o afeto entre pessoas do mesmo sexo nos filmes da Pixar.

Os executivos da Disney queriam cortar “quase todos os momentos de afeto abertamente gay… independentemente de quando houver protesto tanto das equipes criativas quanto da liderança executiva da Pixar”, de acordo com uma carta dos funcionários enviada à Disney e obtida pela Variety.

Publicidade

“Nós da Pixar testemunhamos pessoalmente belas histórias, cheias de diversos personagens, voltando de críticas corporativas da Disney reduzidas a migalhas do que eram antes”, dizia a carta.

“Mesmo que a criação de conteúdo LGBTQIA+ fosse a resposta para corrigir a legislação discriminatória no mundo, estamos sendo impedidos de criá-lo”.

Gospel Channel com  Associated Press | Fox News

Publicidade
Continue lendo

Cinema

“The Chosen” aparece entre os 20 aplicativos mais baixados da Apple Store e da Play Store do Brasil.

Publicado

em

Com a proximidade do Domingo de Páscoa, assistir à série “The Chosen” é uma ótima oportunidade para se reconectar com a história de Cristo e sua missão de redenção da humanidade. Criada por Dallas Jenkins e com duas temporadas disponíveis, a obra conta a trajetória do Filho de Deus pelos olhares daqueles que O seguiram, como Mateus, Maria Madalena, Simão Pedro e Nicodemos.

Todos os episódios estão disponíveis gratuitamente no aplicativo oficial de “The Chosen”, que contabiliza quase 400 milhões de visualizações. Traduzido completamente para o português pelo Angel Studios, o recurso está disponível de forma mais ampla no território brasileiro por meio da parceria com a 360 WayUp. No Brasil, o app figura na lista de 20 aplicativos mais baixados na Apple Store, onde aparece na 9ª posição, e na Play Store, onde está em 19º lugar.

Desta forma, o ranking indica que mais e mais pessoas estão sendo alcançadas pela mensagem transmitida através do projeto que já está produzindo a terceira temporada, que tem previsão de estreia para antes do Natal deste ano. A equipe de produção inclusive está construindo uma réplica em tamanho real da cidade bíblica de Cafarnaum no Texas, nos Estados Unidos. A cidade cinematográfica contará com casas de vários discípulos, uma sinagoga e um cais de pesca no Mar da Galileia.

Como forma de divulgar ainda mais a série, o diretor Dallas Jenkins iniciou, neste domingo (10), uma transmissão online de dois episódios da série no canal oficial de “The Chosen” no YouTube, da página do Facebook ou do próprio aplicativo, sempre às 21h30 (horário de Brasília).

Publicidade

– Nós realmente queremos que “The Chosen” seja o mais acessível possível, então estamos mostrando todos os 16 episódios ao vivo por oito dias até a Páscoa. Isso é voltado especialmente para os recém-chegados. Haverá menos conversas e entraremos nos episódios mais rapidamente. Você poderá conversar ao vivo durante os episódios com outros fãs do Chosen e talvez com alguém do elenco e da equipe – disse Dallas por meio de uma postagem no Instagram.

Para instalar o aplicativo em seu smartphone e acompanhar cada emoção da série, é só seguir os seguintes passos:

  1. Acesse a loja virtual do seu aparelho (Google Play para Android ou Apple Store para iOS) ou pelo site http://osescolhidos.tv/;  
  2. Procurar pelo aplicativo “The Chosen” e iniciar a instalação;
  3. Uma vez instalado, clique no ícone para abrir;
  4. Será preciso criar uma conta para acessar o aplicativo e ela pode ser feita por e-mail ou logando com seu perfil do Facebook ou do Google;
  5. Uma vez feito isso, é só aproveitar e maratonar a série.

Quem quiser desfrutar de uma experiência ainda maior, é possível transmitir os episódios para sua SmarTV por meio dos aparelhos: Roku, Samsung TV, Fire TV, Chromecast, Android TV e Apple TV. No Brasil, a primeira temporada de “The Chosen” está disponível no catálogo do Globoplay e, desde o último sábado (09), o canal History Channel vem exibindo cada episódio semanalmente.

Gospel Channel com The Chosen

Publicidade
Continue lendo

Trending