O agressor do presidenciável Jair Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira, esteve dentro do anexo IV – restrito a parlamentares – na Câmara dos Deputados. O deputado Delegado Francischini entrou com requerimento junto ao Presidente da Câmara para levantar as informações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, digite seu nome aqui