Connect with us

Gospel News

Novos ritmos rejuvenescem música gospel em Salvador

Publicado

em

Guitarras elétricas carregadas de distorção, sanfona tocando o bom e velho arrasta-pé, surdos segurando a marcação ou cavaquinhos trazendo a melodia e o ‘swing’ do pagode para um público que entende que cantar e dançar, muito mais do que diversão, é um ato de comunhão com Deus.

Esta é a filosofia das novas bandas auto-denominadas cristãs que surgiram nos últimos anos na capital baiana. Seus membros, todos evangélicos, têm uma proposta bem clara: usar elementos da cultura popular para transmitir sua mensagem e filosofia de vida cristã para qualquer pessoa que ouça a música sem preconceito.É o que querem os quatro membros da Converted X, banda de punk rock formada no começo do ano no bairro de Nazaré. Fernão Guerra, o vocalista, explica o nome da banda: “nós não queremos sair convertendo todo mundo pra igreja. Mas quando falamos converter, significa mudar, é transformação. Esse é o intuito que a gente prega”, diz.

A banda de punk rock Converted X foi formada no início do ano

Para ele, não é contraditório ser punk e freqüentar uma igreja evangélica. “O rock e o punk falam da liberdade. Eu curto punk rock e sou livre. Eu não preciso beber, não preciso fumar… Quando você enche a cara, no dia seguinte não lembra de nada. Eu fico na água mineral, e lembro de tudo. E ainda passo minha mensagem, na paz”, comenta.Os garotos, todos com idades entre 17 e 20 anos, não tratam apenas de temas religiosos em suas letras. “Falamos também de política, de assuntos sociais… Temos uma música que se chama ‘Um bom momento pra viver’, na qual a gente fala de relacionamentos de verdade. Hoje o cara briga com a namorada e sai pegando todas… Não é por ai”, defende.

Publicidade

FORRÓ E AXÉ – Outra banda que também está no início de carreira é a “Azeite na Botija”. O grupo começou a ensaiar em fevereiro. O vocalista Wesley Wendel explica que um dos objetivos da banda é apresentar uma forma diferente de dançar o ritmo junino. “O forró é uma música muito sensual. A gente tenta levar a pessoa a dançar como forma de adoração. Não é uma dança sensual, para chamar a atenção de outro homem ou outra mulher. É uma dança para louvar Deus, feita para Ele”.O produtor e idealizador da “Azeite na Botija” é Ramon Costa, vocalista e tecladista de uma outra banda, a “Átrios do Rei”, que há 13 anos usa o axé e o pagode para falar da fé e da vida evangélica em Salvador. Costa defende que sua banda foi a primeira gospel a tocar esse ritmo. “Ainda hoje há muito preconceito [em relação ao ritmo] dentro das próprias Igrejas, principalmente por parte do pessoal mais velho, mais tradicionalista”, explica.

PERCUSSÃO TAMBÉM FAZ PARTE – Na Igreja Batista da Independência, outra mistura desafia aqueles que acreditam que música festiva e religião pouco têm a ver. Capitaneado por Valdemiro Santos, ex-membro do Olodum que se tornou evangélico há cinco anos, o grupo “Sal da Terra” explora um som puramente percussivo para recriar canções já clássicas cantadas nos templos.Segundo Valdemiro, a idéia surgiu pelo interesse que a percussão suscitava nos membros mais jovens da Igreja. “Eles tinham curiosidade, e é bom aprender, faz parte de nossa cultura. Se a Igreja quer levar a Palavra, tem que se adaptar a cultura do lugar. É normal que exista esse interesse”.Valdemiro não esconde a influência do Olodum na música tocada na Igreja. “Eu passei 15 anos lá e adquiri um grande conhecimento em percussão”. Ele prefere, no entanto, se concentrar em sua fase atual: “Hoje nosso objetivo é levar o evangelho às pessoas através de um recurso muito típico da Bahia”. Para conseguir isso, uma das atividades realizadas pelo grupo todos os anos é o desfile no Circuito Batatinha (no Pelourinho) durante o carnaval. RECEPTIVIDADE – Apesar das iniciativas, os membros das quatro bandas explicam, no entanto, que ainda há preconceito contra os estilos de música gospel que eles tocam, tanto no meio evangélico como entre os que não pertencem a nenhuma igreja. Segundo Valdemiro Santos, por exemplo, fora do estado “a receptividade é maior, porque eles gostam da cultura baiana. Aqui as pessoas ainda têm muita reticência principalmente nas igrejas mais tradicionalistas e entre as pessoas mais velhas”.Fernão Guerra, líder do grupo punk Converted X, afirma, porém, que não é porque enfrentam dificuldades que ele e seus três colegas vão deixar de apresentar sua música. “Nós queremos tocar e falar daquilo em que acreditamos. E não só em Igrejas, em pubs e bares também. Lá também tem gente precisando ouvir falar em Deus, e Ele nos apóia”, conclui.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Gospel News

Jéssica Augusto | Soldado Ferido [Cover Junior]

Publicado

em

Continue lendo

Gospel News

Grupo Frutificai expande no mercado com marca própria de camisetas

Publicado

em

Chega ao mercado cristão uma nova marca de roupas, “Frutificai”.

Esta novidade é a realização do sonho do casal pernambucano Roney Santos e Nailma Xavier. Roney nasceu na cidade de Palmares e Nailma na cidade de Sertânia. Atualmente, moram em Palmares (PE). Com muita alegria, eles lançam a primeira coleção de camisetas em parceria com o Grupo Frutificai – que conta com a Web Rádio Frutificai, a Frutificai Produções (assessoria artística, divulgação, impulsionamento e plano de carreira) e o portal de notícias Sal da Terra.

Estávamos pedindo a Deus mais uma forma de semear a Sua Palavra, visto que já temos a Web Rádio Frutificai lançando sementes 24 horas por dia. Deus nos deu, em outubro de 2021, a ideia de fazer essa semeadura por meio de camisetas com Sua Palavra estampada nelas. Depois disso, oramos e iniciamos as pesquisas de mercado e a melhor forma de produzi-las. Montamos a nossa produção e hoje lançamos um produto exclusivo e de altíssima qualidade. Temos certeza de que essa semente será resposta de oração, acalento e conforto para muitos corações. Nós, do Grupo Frutificai, entendemos que as camisetas são mais uma ferramenta de evangelização,” Roney Santos compartilha motivado.

A marca, cujo slogan é “Frutificai – coberto pela graça”, surgiu após o casal assimilar o propósito do Grupo Frutificai que é gerar frutos levando a Palavra de Deus ao máximo de pessoas possível. Diante disso, os empresários Roney e Nailma perceberam que também precisavam cumprir a missão do Grupo Frutificai levando a Palavra de Deus ao conhecimento de mais pessoas; assim, nada melhor do que estampá-la em camisetas: “Por meio das camisetas, não precisamos anunciar o que pensamos, mas, expressando a verdade de Cristo em uma estampa, estamos dizendo tudo”, ressalta Nailma.

Publicidade

Roney enfatiza que o mote, “Vestindo-se com a Palavra de Deus”, define a ideia de vestir não apenas o corpo, mas o espírito e que a qualidade será um diferencial no qual a marca se firmará: “Na atualidade, sabemos que existem várias marcas de camisetas que também fazem um grande papel. Entretanto, a ‘Frutificai’ vai priorizar a excelência em todos os aspectos e processos que garantirão a qualidade das suas peças. Servimos a Deus e temos de fazer o nosso melhor para Ele, em primeiro lugar, e para todos que terão uma camiseta da Frutificai’. Seremos rigorosos com todo o nosso processo de produção, da concepção das peças às mensagens estampadas, visando a satisfação daqueles que serão mais do que nossos clientes, mas, acima de tudo, alvos do nosso amor em Cristo.

Os empresários pernambucanos reforçam o fato de que, atualmente, há uma grande procura por este produto e comentam a respeito: “Tivemos um grande crescimento de cristãos no país. Hoje, representamos 81% da população total do Brasil. Vendo toda essa tendência, unimos o nosso propósito, nossas ideias e ações para gerarem frutos. Todas as frases são exclusivas, todas nossas estampas são como cartas vivas anunciando Deus, Jesus e a Salvação em meio à multidão. Por meio das camisetas ‘Frutificai’, podemos expressar nos ônibus, nas ruas, no trabalho, em casa, festas, um pouco do que cremos e praticamos em nossa vida.

E a ‘Frutificai’ não para por aí. Roney e Nailma lançam esta primeira coleção chamada ‘Graça’, mas já antecipam que outras coleções virão no decorrer do ano: “Em breve, com a bênção de Deus, estaremos expandindo para mais acessórios.

Bruno Fonseca, diretor geral do Grupo Frutificai, fala da satisfação com esta parceria: “O Roney Santos é um amigo mais chegado que um irmão (Provérbios 18.21). Ele participou ativamente da fundação da Rádio Frutificai, no ano de 2018, quando eu e minha esposa, Janile Fonseca, recebemos o nosso chamado. Ver este projeto crescer por meio da vida dele é incrível! Quero levar esta parceria para a vida toda. Estamos vivendo o nome do Grupo, frutificando a cada dia.”

Siga o Grupo Frutificai nas Redes Sociais!

Publicidade

Use Frutificai: https://www.instagram.com/usefrutificai
Site:
https://www.webradiofrutificai.com.br
Portal Sal da Terra: www.instagram.com/portalsaldaterra
Web Rádio Frutificai: www.instagram.com/webradiofrutificai
Frutificai Produções: https://www.instagram.com/frutificai_producoes
WhatsApp: https://abre.ai/frutificaiproducoes

Gospel Channel com Ana Paula Costa
Jornalista – Assessoria de Imprensa Frutificai Produções

Continue lendo

Gospel News

Cassiane | Bastidores gravação do clipe “Jesus Está no Barco”

Publicado

em

Continue lendo

Trending